Carles Puigdemont Ameaça A Pedro Sánchez Mudar O Voto De Investidura, Se Não "corresponde" 1

Carles Puigdemont Ameaça A Pedro Sánchez Mudar O Voto De Investidura, Se Não “corresponde”

Finança

Puigdemont foi muestrado cometido em não ter que aparecer a esse ponto, e foi chamado o presidente Sánchez, em pesquisa de uma solução pra crise da Catalunha “nos termos da Constituição”. “As soluções que nós propomos a toda a hora foram conformes com a Constituição Espanhola”, disse à imprensa alemã. “Em 1976, Portugal assinou o acordo da ONU sobre o assunto os direitos sociais e políticos, que, no postagem um diz que todos os povos têm justo à autodeterminação. Portanto, a vontade política de uma leitura aberta da Constituição espanhola permite um referendo. A pergunta é se o governo está disposto ou não a buscar uma solução pro conflito da Catalunha, nos termos da Constituição”, foram suas frases.

O ex-demitido, que ilustrou alegria com a primeira reunião entre Sanchez e Torra, marcou assim como a linha de abertura de o que desejaria de ser um recurso de diálogo com o governo espanhol. No tempo de questões, a imprensa alemã pediu com aplicação com suas relações com a Rússia, ” que foi atribuído a “fake news”, e a respeito da tua localização em conexão à Europa. Por outro lado, Puigdemont garantiu que, se reuniu com representantes de 4 partidos políticos alemães de forma confidencial e discreta, e que, em Bruxelas, continuará com o serviço que tinha começado antes de viajar para a Finlândia.

“é claro que não se trata de um tópico interno português, entretanto que requer uma mediação europeia”, reconheceu. Além do mais, Puigdemont assinalou que de agora em diante, uma vez suspensa como deputado e sem remuneração profissional, viverá a “solidariedade” de diversos relacionadas com o método de independência. “Eu tenho a socorro de várias pessoas na Catalunha, que, desde desta maneira, mesmo antes de 1 de outubro estão se solidarizando com os direitos coletivos dos catalães, uma solidariedade espetacular que continua a existir”, concluiu.

19.Cinquenta e dois h O presidente do Governo, Mariano Rajoy, deverá comparecer às 20.30 h por intermédio da Cidade, com fundamento do pleno de posse do novo presidente da Generalitat. 19.47 h Referindo-se a Puigdemont, lhe pediu que não responda em nome de todo o público de Catalunha. 19.Trinta e nove h Albiol: “Se nos oferece, senhor Puigdemont, com grandes idéias, que não partilhamos, no entanto não nos diz como quer fazer”.

  • Quatro ANOS MAIS TARDE
  • Universidade do Centro do México (UCEM)
  • 33 h São sons modernos, de avenida, próximos ao hip hop
  • As características do mercado-centro,

Há temor das urnas e parece uma doença contagiosa. Precisamos de uma mudança de rumo. Que papel desempenhará o governo de Puigdemont? Precisamos de um governo capaz de oferecer uma ampla base social pra transformação, que tenha como apoio o resgate cidadão. Do ponto de visão democrático, não é lícito, é um engano, o

A maioria que obtiveram lhes habilita pra governar, entretanto não pra conseguir uma liberdade expresso e, sobretudo, na rodovia da ilegalidade. Se você receber a investidura, almejo que vocês, na sua tarefa. Será que Estamos diante de uma legislatura que só vai durar 18 meses? Você Considera em vigor a declaração aprovada pelo parlamento no dia nove de novembro e anulada pelo tribunal Constitucional?

o Seu investidura tem como base o acordo pra liberdade que JxSí submeteu à consideração da CUP? É este o teu plano de governo? Nove de novembro, e eu neste instante lhes formulei se haviam pensado a respeito de os custos de tema das organizações catalãs e fora da lei. Vocês não têm correto a isso, e também ilegal não têm nenhum mandato democrático. Parece que se esconde o velho demônio de isolar os catalães entre bons e maus. Anseio que isso não seja a idéia da presidência, que exercerá Carles Puigdemont se obtiver a maioria da câmara.