Imaginem Connor Ou A Baiona 1

Imaginem Connor Ou A Baiona

Beleza

Imagine uma guria que recorre à fantasia para captar a realidade. Imaginem uma moça que sonha em voar, ou com uma árvore monstruosa que se debruça à janela sete minutos após cada meia-noite. Imaginem uma criancinha que sonha em ser uma estrela do cinema.

Imaginem Connor ou a Baiona. O mesmo se fornece. No momento em que a realidade não é bastante passam coisas como Um monstro vem para me enxergar, uma reflexão excelente sobre o assunto “a dificuldade de ser maior”. Expressão de Jota. “Connor é um garoto que, como eu, precisa de ficção para viver”. Melhor diretor principiante em 2008 pelo orfanato, melhor direção em 2012, O irreal e doze nomeações com tua última superprodução.

Caryn Ganz, da Rolling Stone, deu-lhe três de cinco estrelas e elogiou a multiplicidade de gêneros do álbum, contudo não a sexualidade de suas letras, pelo motivo de “não são sexiest”. Destacou-se a “Do What U Want” e “Gypsy” como as mais queridas canções.

Com uma pontuação de seis a respeito 10, Mike Diver de Clash Music citou que “não é um álbum pop, todavia deixe-me dizer é item de uma extenso estrela pop”. Acrescentou que Artpop é somente “um traço” de criatividade que tem a cantora. Kevin Ritchie do jornal canadense NOW assegurou que “as músicas estão repletas de estribilhos notáveis e voltas e reviravoltas imprevisíveis”, e que “a fusão da arte e o pop resultou em um monte de faixas de dance pop semelhantes”. Também considerou que “Fashion!” é a fantástica música e classificou o disco em geral com três de cinco.

  1. APAAP Agregação Plataforma Afetados Amianto em el Prat
  2. Fases do protocolo de análise: acomodação, entrevista, checape visual e de navegação
  3. “Silêncio Branco”
  4. dez Prêmio do Círculo de Críticos de Cinema de Nova York
  5. nos países de Belize e Haiti, os brancos representam entre 3 e sete %,[60][61]
  6. Na zona superior é um prático estojo de maquiagem que você podes abrir por ambos os lados
  7. quatro O Rap e o Hip-Hop no México
  8. três Assuntos 3.Um Maternidade

A verdade é que é possível que eu tenha gostado, porque eu esperava algo de fato terrível e localizei que não, porém assim como não aspiro ser quota da moda de odiar a Lady Gaga”. Bernard Zuel de The Sydney Morning Herald, o elogiou musicalmente, além de proporcionar que tem vários tópicos pra debater. Todavia, entendeu que não há “muito engenho” nem ao menos “profundidade lírica”.

Fechou comentando que o álbum está bem, entretanto não é melhor dado que “desliza”. Tua nota fim foi de três estrelas de cinco. O crítico Robert Christgau de The Barnes & Noble Review saudou-o e defendeu o álbum, falando que a crítica foi “muito ignorante”.