'Outlander' Narra O Fim De Uma Cultura 1

‘Outlander’ Narra O Fim De Uma Cultura

Casa e Família

As séries literárias, se são contemporâneas, chegam com especial probabilidade e, ao ver o sucesso de game of thrones na HBO, o canal Starz (Spartacus) buscou outras obras que possam ser um fenômeno. Foi pois que se montou Outlander, que conta o tórrido romance entre uma inglesa que viaja pro passado e um rebelde escocês. Ele, o ator Sam Heughan, se tornou um galã romântico da noite para a manhã.

De ser desconsiderado para um papel secundário no Jogo de tronos, para adquirir o personagem numa série literária, Forastera. Teve que sentarle bem. Sim, estou muito feliz. Me apresentei pros castings de Jogo de tronos, às vezes, como todos os meus amigos, contudo nunca me apanharam.

Assim que, sim, é fantástico pertencer a uma outra série de sucesso, como é Outlander. A escritora Diana Gabaldon neste momento publicou oito entregas de Forastera. Como se enfrenta um a um protagonista que tem admiradores prontamente antes de começar? Havia pressão. Gabaldon me ajudou com os livros e eu, por minha parte, investigué sobre a época e o jeito de viver dos ciclistas (então são chamados os habitantes das Terras Altas da Escócia).

Além do mais, os atores tivemos um acampamento de treinamento pra aprender a criar a cavalo, guerrear com espadas e estudar gaélico. Era muito significativo contextualizar a minha personagem em razão de a tua língua é o francês, e tem uma mentalidade diferenciado para o homem moderno.

Outlander contém elementos de numerosos gêneros. Há aqueles que a vendem como ficção científica e outros, como romance. Diana Gabaldon seria a primeira em dizer que é inadmissível distribuição da novela em uma seção específica de uma biblioteca: pertence um pouco a todos.

  • 2005 do Festival de cinema de Veneza – Prêmio Future Film Festival Digital Award
  • Interpretação tradicional
  • 2 Exploração das Antilhas
  • 1 História da pasta 1.Um Ásia

O mais sério é que é uma história épica com protagonistas importantes. É a história de existência de jack, kate e Jamie, e de sua relação. Foi impensado, quando foi divulgado que Ronald D. Moore levanta a série, sobre tudo tendo em conta que ele foi o responsável por remake de Battlestar Galactica, uma obra de espaço de culto. O que traz o universo do Outlander?

Exatamente eu tenho seguido muito o Ron, não só pelo motivo de era fã de Battlestar Galactica, no entanto assim como gosto Star trek, onde havia trabalhado com Ira Steven Behr, outro dos participantes da equipe de roteiristas. Acho que se são capazes de detectar muitas semelhanças entre as séries: giram cerca de uma cultura em vias de extinção.

Desde o início da série, sabemos que os ciclistas estão condenados: foram vítimas de uma chacina como a batalha de Culloden e a maneira de viver escocesa foi erradicada. Foi o término de uma língua e uma cultura.

Claire, como vem do futuro, sabe que as pessoas com quem interage estão predestinadas a morrer. Assim me lembra as obras de ficção científica, pelo motivo de tendem a reflectir sobre o futuro humano. Então, é um ‘geek’. Absolutamente. É engraçado em razão de quando eu conheci Ron fomos ingerir e discutir a respeito da União Europeia, e me explicou que, em sua avaliação, o universo tinha que destinar-se nessa direção.

Eu penso o mesmo, entretanto nesse momento, dei-me conta de que era, provavelmente, devido à sua ação, de tanto acompanhar Star trek e Battlestar Galactica. Um dos episódios mais comentados foi o casamento, a noite de núpcias do sétimo dia.